terça-feira, dezembro 19, 2006

Um novo blog, a acompanhar:
«Para começo de conversa
Todos sabem da importância do Poder Judiciário. E todos sabem que ele passa por uma crise que não é de hoje. Sem contar as mazelas da corrupção, que é um caso de polícia, a morosidade do sistema judicial atormenta a quem dele necessita recorrer e beneficia os virtuais infratores da ordem jurídica, além de ser fator de instabilidade social e econômica.
Mas a solução dos problemas do Judiciário que levam à ineficiência do sistema não é fácil. Se fosse ela já teria sido posta em prática e tudo estaria resolvido. Há muitos complicadores: de ordem política, de cultura organizacional, processual, administrativa, etc.
Na verdade não existe a solução: um messias ou um caudilho que resolva tudo numa só paulada. O que deve haver é um processo. Um desencadear de propostas e experimentações. Mais ainda, é necessário que as idéias saibam da existência umas das outras e que, em um passo adiante, dialoguem.
A Inteligência Judiciária é o resultado do diálogo dessas idéias e é ele próprio. E mais proveitoso ele será quanto mais forem os envolvidos no debate e nas experimentações. Como se pode perceber, a Inteligência Judiciária é uma Inteligência Coletiva orientada a um objeto: a melhoria do sistema judicial.
Este blog pretende ser um divulgador crítico das idéias e projetos meus e os existentes por este Brasil afora. Pretende ser também e principalmente um gérmen de um fórum de Inteligência Judiciária. Assim, ele não teria sentido se fosse obra de um só. Para tanto, convoca você a participar. Deixe seu comentário, informe-nos de inciativas e idéias, dê sua sugestão para o blog, critique-nos, etc.
Vamos lá, então».
Por, Renato Saldanha Lima.
Aqui fica o link:
http://inteligenciajudiciaria.blogspot.com/

1 comentário:

Renato Saldanha Lima disse...

Pedro,

Que grata surpresa este seu post. Sem palavras, a não ser o meu muito obrigado.

Outra surpresa, pois ainda não havia percebido, é a freqüência com que você publica neste espaço. Isso só reforça o que havia dito no meu primeiro comentário. Vou passar mais vezes por aqui.

Saudações.